Siga-nos!

Política

Deputados do Rio soltam cinco colegas presos na Lava Jato

Eles receberam o poder para soltar colegas à partir de uma decisão do STF.

em

Alerj
Alerj. (Foto: Alerj)

Os deputados da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) decidiram livrar da prisão, por 39 votos a 25, cinco deputados estaduais presos na Operação Furna da Onça, desdobramento da Lava Jato do Rio.

A decisão livrou da cadeia os deputados André Correa (DEM), Chiquinho da Mangueira (PSC), Luiz Martins (PDT), Marcos Abrahão (Avante) e Marcus Vinícius Neskau (PTB).

Os cinco deputados foram liberados após decisão da ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), que passou a responsabilidade sobre os casos para a Alerj.

Em seu entendimento, cabe à Assembleia decidir sobre prisão de seus membros, expandindo para os legislativos estaduais um artigo da Constituição que já vale para membros do Congresso.

Ao proferir voto em defesa da soltura dos parlamentares, o relator da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, deputado Rodrigo Bacellar (SDD), foi fortemente vaiado.

O deputado argumentou que, embora tenha ficado assustado com as denúncias listadas no processo contra os colegas, o que estava sendo julgado era a ilegalidade das prisões.

Publicidade