Siga-nos!

Política

Lula recebeu dinheiro em espécie de propina da Odebrecht, diz Palocci

A assessoria do ex-presidente nega as declarações e diz que os delatores não têm provas contra o ex-presidente

Publicado

em

Luiz Inácio Lula da Silva e Antonio Palocci. (Foto: Eraldo Peres/AP)
Publicidade

Em deleção, o ex-ministro Antonio Palocci afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu dinheiro de propina da Odebrecht.

A declaração, dada em 13 de abril de 2018 durante depoimento Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, foi homologada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) em junho e anexada ao inquérito da PF sobre a Usina de Belo Monte nesta quinta-feira.

Segundo Palocci, Lula recebeu de suas mãos dinheiro vivo, em remessas que chegaram a até R$ 80 mil. O ex-ministro disse que esses pagamentos aconteceram “em oportunidades diversas” e eram escondidas em caixas de celular ou de uísque.

A Odebrecht teria destinado também R$ 15 milhões a Lula por conta da obra na Usina Hidrelétrica Belo Monte, no Pará.

Palocci citou ainda pagamentos feitos pela construtora Andrade Gutierrez, e disse que Dilma Rousseff, enquanto candidata, tomou conhecimento de que o PMDB também recebia dinheiro e autorizou que esses valores continuassem sendo pagos.

Ao saber dessa delação, a assessoria de imprensa de Lula negou a acusação e afirmou em nota que nenhum dos 200 delatores apresentaram provas contra o ex-presidente.

Publicidade