Siga-nos!

Política

Damares quer penas mais duras pra líderes religiosos que cometem crime sexual

Ministra deve apresentar proposta ao Congresso em breve

em

Damares Alves em discurso na ONU. (Foto: Reprodução/TV Globo)

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, já relatou que foi vítima de abuso sexual na infância e prometeu combater a prática.

No final de fevereiro, teve um encontro com promotores de Justiça do Ministério Público de Goiás, em Goiânia, onde defendeu penas mais duras para abusadores, dando ênfase nos líderes religiosos. O médium goiano João de Deus tornou-se réu por crimes sexuais. Há centenas de denúncias e algumas delas falam de violações contra menores de idade. Ele está preso, aguardando julgamento.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Nos próximos dias vamos apresentar uma proposta em regime de urgência. São muitas ocorrências que envolvem líderes religiosos, estamos vendo que não fica restrito a religião. Tem pedófilos fingindo que são pastores, padres, líderes religiosos. Eu já anunciei uma proposta legislativa que, quando o abusador for sacerdote, a pena seja agravada”, explicou a ministra.

Damares deve apresentar em breve uma proposta ao Congresso Nacional, visando alterar a legislação atual.

Continua depois da publicidade