Siga-nos!

Sociedade

Damares Alves anuncia ações para facilitar processo de adoção

A ministra apresentou propostas legislativas para desburocratizar e incentivar a adoção socioafetiva

Avatar

em

Damares Alves. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Publicidade

O Ministério da Mulher, da Família e Direitos Humanos anunciou algumas ações para acelerar o processo de adoção no Brasil. A ministra Damares Alves ressaltou que a burocracia prejudica o processo de adoção.

Citou ainda que há mais pais interessados em adoção do que crianças habilitadas para este programa. Sendo 46 mil pessoas interessadas em adotar, 9.524 menores habilitados para a adoção e mais de 47 mil em situação indefinida.

Leia mais...

Continua depois da Publicidade

Foi criado então a “Cruzada da Adoção”, uma campanha que visa agilizar os processos, uma vez que há pais que ficam cerca de dez anos na fila esperando para adotar uma criança.

Durante o seminário “Adoção 9 Meses: Família para Todos”, realizado nesta terça-feira (21), na Câmara dos deputados, Damares apresentou quatro iniciativas para acelerar o processo de acolhimento às crianças e adolescentes que atualmente estão em abrigos: isonomia nos prazos de licença-maternidade ou paternidade para os casos de adoção de bebês, com o objetivo de criar vínculos; e propostas legislativas para desburocratizar e incentivar a adoção socioafetiva.

“Os números nos assustam, a conta não bate. Tanta gente querendo adotar, tantas #crianças em abrigos. A deputada Flordelis trouxe o número de 47 mil crianças em abrigos e apenas nove mil aptas para adoção. Para completar, destas nove mil crianças, 67% tem idade entre sete e 17 anos. Aí existe um problema, já muita gente só quer criança pequenininha”, declarou Damares.

Publicidade

Receba nossas notícias e colunas diretamente no seu WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo Gospel Prime!


Publicidade
    Publicidade
    Publicidade

    Trending