Siga-nos!

Política

Dallagnol diz que Bolsonaro se distanciou do combate à corrupção

Coordenador da Lava-Jato diz que ações anticorrupção sofrem ataques dos três Poderes

em

Deltan Dallagnol
O procurador Deltan Dallagnol participa da palestra Democracia, Corrupção e Justiça. (José Cruz/Agência Brasil)

O coordenador da força-tarefa da Lava Jato, o procurador Deltan Dallagnol, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro está se distanciando do combate a corrupção.

As declarações foram dadas em entrevista ao jornal Gazeta do Povo, onde Dallagnol afirma que o sistema de combate à corrupção sofre ações de enfraquecimento dos três Poderes.

“O que nós podemos esperar é que exista uma atuação do presidente coerente com aquilo que ele divulgou em campanha, com a pauta que ele abraçou, que é a pauta anticorrupção”, afirmou Dallagnol à Gazeta.

Para o procurador, o Congresso, Supremo Tribunal Federal (STF) e o Executivo estão atacando as ações de combate à corrupção.

“O que a gente vê no Brasil? A gente vê um movimento amplo [de enfraquecimento do combate à corrupção]. Não é um movimento restrito; não é uma pessoa ou duas. A gente vê um movimento que engloba o Legislativo, o Executivo e o Judiciário”, disse

O coordenador da Lava-Jato diz ainda que Bolsonaro tem enfraquecido as pautas do ministro da Justiça, Sergio Moro.

Publicidade