Siga-nos!

Política

Campos arquiva PDC 234 e diz que “cura gay” foi usada para desviar o foco das manifestações

O PDC 234/2011 foi muito criticado e para evitar que ele fosse derrotado no plenário, o autor entrou com um requerimento arquivando a pauta.

em

O deputado João Campos (PSDB-GO) apresentou um requerimento na Câmara dos Deputados pedindo o arquivamento do Projeto de Decreto Legislativo 234/2011, conhecido como ‘cura gay’, de sua própria autoria.

A votação do requerimento foi feita nesta terça-feira (2) onde os deputados decidiram retirar a proposta de pauta e assim acabar com os protestos gerados na sociedade pela leitura errônea do principal objetivo do PDC.

O projeto foi aprovado na Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) nas últimas semanas e passaria por outras duas comissões antes de ser votado no plenário, mas para atender as pressões populares, Campos decidiu retirar a pauta.

“Estão usando esse projeto para desviar o foco. O que os manifestantes querem é saúde, educação, o fim da corrupção. Estão querendo derrubar a proposta para desviar do assunto. Eu não vou deixar isso acontecer”, disse o deputado tucano.

O presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB-RN) prometeu derrubar a proposta na votação da casa marcada para acontecer ainda nesta semana, mas João Campos se adiantou e entrou com o requerimento.

“Saiu uma nota do partido contra o projeto. Quando o partido se manifesta contra o projeto, ele o inviabiliza”, explicou o deputado que é evangélico.

Porém a retirada do PDC 234/2011 não significa que ele tenha mudado de opinião sobre a resolução do Conselho Federal de Psicologia. “Eu não mudei uma vírgula da minha convicção em relação ao texto. A resolução do Conselho de Psicologia que o projeto pretendia derrubar subtrai a liberdade do maior de 18 anos que procura auxílio de um psicólogo”, disse ele.

Publicidade