Siga-nos!

Internacional

Cruz é lançada no espaço e ficará em órbita durante um ano

Iniciativa visa dar testemunho do evangelho de Cristo

em

Segundo o livro Guiness dos Recordes, a maior caminhada de todos os tempos foi feita por Arthur Blessitt, da Flórida. Entre 1969 e outubro de 1999, ele andou mais de 53000 quilômetros ao redor do mundo. Passou por todos os continentes, visitando 278 países; 49 dos quais em guerra.

O principal diferencial é que ele percorreu este trajeto carregando uma cruz para lembrar do que Jesus fez pela humanidade. Seu feito lhe rendeu fama e foi tema de um documentário, mas ele diz que seu objetivo era apenas glorificar a Deus. “A cruz é o sinal do amor de Jesus, que morreu na cruz e derramou seu sangue por nossos pecados”, lembra Arthur.

A cruz carregada por ele agora foi ainda mais longe. Ela foi reformada e uma versão menor acoplada à espaçonave SpaceX Falcon 9, da empresa Space Exploration Technologies (SpaceX), a primeira a lançar foguete privado rumo à Estação Espacial Internacional.

Após uma tentativa abortada no sábado (19), a Falcon 9 foi lançada dia 22 e poucos minutos depois, a cápsula não tripulada “Dragon” já estava em órbita, carregando mais de meia tonelada de comida, água e mantimentos. Ela será recarregada com equipamentos para voltar à Terra e deixará a estação no dia 31 de maio.

Esse vôo é o primeiro com os dois novos cargueiros particulares que a Nasa vai usar para transportar cargas para o posto de 100 bilhões de dólares no espaço, após aposentar seus ônibus espaciais no ano passado.

A cruz foi embarcada como uma carga secundária no segundo estágio do Falcon, o módulo “Celestis”. Estima-se que ele ficará em órbita por um ano ou mais. Após ser carregada em torno da Terra a pé, agora a cruz passará pelos ares sobre todo o planeta.

Esta é a terceira tentativa de se colocar uma cruz em órbita, a primeira vez, em 2001 foi cancelada pela empresa no último momento. A segunda tentativa foi em agosto de 2008, quando uma pequena cruz, uma Bíblia e adesivos com o nome de Jesus partiram em um foguete e chegaram a alcançar 217 quilômetros de altura, em um módulo que voltou à terra pouco tempo depois.

Agora, após 12 anos de tentativas, o ministério de Blessit pagou cinco mil dólares para a SpaceX, cobrindo os custos de combustível para o peso extra e obteve a concretização de seu sonho.

O objetivo com isso, explica o site de Arthur Belessit, é dizer “Do Senhor é a terra e tudo que nela há” (Slamo 24:1) e também que “O sinal do Filho do Homem deve aparecer no céu” (Mateus 24:30).

Mais informações podem ser obtidas em www.blessitt.com.

Traduzido e adaptado de Christian News Wire

  • Estudos Bíblicos 1 dia atrás

    Especialista em pregação bíblica ensina elaborar sermões impactantes em 30 dias