Siga-nos!

Mundo Cristão

Cristã conta como preparou a filha para a perseguição: “A Bíblia diz que é normal”

A menina viveu dias de muita oração, intercedendo pelos pais quando eles foram presos

Avatar

em

Menina iraniana. (Foto: Portas Abertas)
Publicidade

Uma cristã iraniana preparou sua filha para o dia que ela fosse presa ou morta por conta de sua fé. A mulher revelou ao Portas Abertas que sabia que um dia seria alvo de perseguição, até porque o Irã está no 9º lugar entre os países que mais perseguem cristãos no mundo.

Ela conversou com sua filha quando ela ainda estava na escola primária dizendo: “Quando eles vierem e lavarem o papai e a mamãe, não se preocupe. A Bíblia diz que é normal ser perseguido como crentes. Eles nos levarão para a prisão, nos farão perguntas e nos atingirão. Então nós voltaremos”, disse a mulher cristã que teve sua identidade preservada.

Leia mais...

Continua depois da Publicidade

E realmente este dia chegou, durante um inverno as autoridade iranianas foram até a casa do casal, a filha deles já tinha 12 anos, e os levaram presos. “Pensei em Lily (nome fictício da jovem), e em como ela saberia o que fazer quando a irmã fosse encontrar com ela na escola para contar o que acontecera. Sei que ela oraria por nós e quando ela estivesse com medo, oraria ainda mais”.

Ela ligava para suas filhas quatro vezes por semana, mas logo as autoridades começaram a pressioná-la para denunciar outros cristãos e como ela não revelava, impediram que ela voltasse a ligar para suas filhas.

“Um dia eu estava orando e senti um vento quente acariciando minhas bochechas. Ouvi o Senhor dizer ‘Aceite'”, revelou ela. Aquela sensação a fez dançar na cela e louvar ao Senhor e assim ela ficou até a manhã seguinte.

“Eu e meu marido fomos libertos um pouco depois e com lágrimas pude ver minha filha novamente. Ela disse que orou muito por nós e passar por esses momentos em oração, confiando no Senhor, foi uma experiência nova para ela”, completou a mãe.

Continua depois da Publicidade

Ao lembrar sobre o fato, a pequena Lily concorda que durante aquele período a sua fé cresceu muito e sua mãe ficou satisfeita por tê-la preparado para aquele momento.

Publicidade