Siga-nos!

Opinião

Crescimento do EaD e a mudança comportamental no Brasil

A Palavra de Deus nos aconselha a buscar a sabedoria.

Abner Ferreira

em

Pessoas estudando (Foto: Pexels/Startup Stock Photos)

O Brasil vive uma transformação, isso é algo indiscutível. Alguns veem o copo meio cheio. Outros veem o copo meio vazio, como diz a metáfora. Mas o fato é que essa transformação tem resultado em uma mudança de comportamento.

Temos como exemplo o Ensino a Distância (EaD), resultado da exigência aos brasileiros de um empenho maior na busca de oportunidades e uma melhor gestão do tempo, o que inclui o deslocamento para as universidades.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Essa modalidade de ensino vem crescendo muito, chegando a 1,4 milhão de alunos em cursos superiores à distância, segundo dados da consultoria educacional Atmã Educar. Em 2013, a parcela de alunos era de 23%, hoje é de 52%.

A mudança da forma como o brasileiro busca conhecimento e formação também está relacionada com a crise econômica que tivemos de enfrentar, pois o ensino EaD oferece mensalidades com preços atrativos e menos gasto com transporte e alimentação.

Por outro lado, essa mudança também está relacionada com alguns avanços, como o avanço da tecnologia de conectividade, flexibilidade de horários, comodidade e liberdade de pesquisa dos temas propostos.

Nos últimos meses o Governo vem incentivando essa modalidade de ensino e as universidades estão se adaptando as novas exigências dos alunos, que endentem que podem aproveitar melhor o tempo.

Devo dizer que o ensino pode manter e até melhorar a qualidade, dependendo do curso, já que há tecnologia para transformar as aulas dinâmicas, objetivas e sucintas, sem a perca de foco que pode ocorrer eventualmente no ambiente de aula presencial.

Além disso, pessoas que não tiveram a oportunidade de ter uma formação acadêmica, seja por motivos diversos, como financeiro, tempo ou oportunidade, poderá entrar nesta onda e se capacitar.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A Palavra de Deus nos aconselha a buscar a sabedoria, o que inclui o conhecimento. E nada melhor do que um curso universitário para proporcionar conhecimento e oportunidade de crescimento profissional.

Como diz Provérbios capítulo 19 e versículo 8: “O que adquire entendimento ama a sua alma; o que conserva a inteligência achará o bem”.

Com uma atitude correta em relação ao ensino, ainda que você não se veja capaz, é possível adquirir uma formação e isso é algo que todos os líderes devem incentivar e fomentar, pois a Educação tem sido um grande desafio no Brasil.

Para a maioria dos especialistas, reitores, analistas e pesquisadores, os universitários deverão, em menos de três anos, migrar para o EaD. Sem falar na oportunidade para abertura de novos negócios voltados para o ensino.

As universidades, por exemplo, poderão reduzir suas grandes estruturas físicas, disponibilizando por meio de vídeos, podcasts e conteúdo para download tudo o que o aluno precisa para adquirir conhecimento.

Por fim, deixo para meditação uma frase de Richard Baxter, que fora chamado de “o líder dos protestantes intelectuais da Inglaterra”, que disse: “Rejeitar o estudo sob o pretexto da suficiência do Espírito é rejeitar a própria Escritura”.

Cristão, advogado, esposo, escritor, discípulo e Presidente da Assembleia de Deus em Madureira.

Continua depois da publicidade