Siga-nos!

Política

Cresce mobilização pelo impeachment de Gilmar Mendes

Criticado por suas posições públicas sobre o combate à corrupção, ministro pode perder o cargo.

em

Gilmar Mendes (Foto: Reprodução/STF)

Com uma forte rejeição social, o Supremo Tribunal Federal (STF) tem sofrido críticas devido a sua atual composição, principalmente pelas manifestações de alguns ministros que integram a Corte.

Um dos mais rejeitados é Gilmar Mendes, que faz críticas públicas ao combate à corrupção promovido pela Lava Jato. Ele é alvo de críticas nas redes sociais e manifestações de rua.

Além das críticas a operação, o ministro usa matérias veiculadas pelo site The Intercept, elaboradas a partir de mensagens privadas roubadas por hackes dos celulares de integrantes da força-tarefa, para justificar seus votos.

O ministro também é criticado por defender a anulação da condenação do ex-presidente Lula, além de fazer ataques contra o ex-juiz Sergio Moro, atual ministro da Justiça e Segurança Pública.

Diversos movimentos sociais têm se mobilizado para pressionar os senadores pelo impeachment de Mendes, que seria imediatamente afastado das suas funções no STF.

No próximo dia 17, movimentos sociais vão às ruas para pedir o impeachment de  Mendes, essa será a pauta única das manifestações, pressionando para que o presidente do Senado, David Alcolumbre (DEM), dê andamento ao processo.

O jurista Modesto Carvalhosa já elaborou o pedido para o afastamento do ministro, e encontra-se na mesa do presidente do Senado Federal, David Alcolumbre.

Publicidade