Siga-nos!

Internacional

Contra “escritório diplomático” em Jerusalém, Autoridade Palestina chama embaixador em Brasília

Decisão de Bolsonaro gera impasse diplomático

Avatar

em

Jair Bolsonaro e Benjamim Netanyahu. (Foto: Alan Santos/PR)

A decisão do presidente Jair Bolsonaro de abrir um “escritório diplomático” em Jerusalém desagradou a Autoridade Palestina que resolveu chamar de volta seu embaixador no Brasil para consultas.

“O ministério entrará em contato com o embaixador da Palestina no Brasil para consultas, a fim de tomar as decisões apropriadas para enfrentar tal situação”, diz comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores da Autoridade Palestina.

O anúncio do escritório foi feito pelo presidente brasileiro durante o final de semana em Israel. A medida seria uma representação do reconhecimento do Brasil de que Jerusalém pertence aos israelenses. A região é reivindicada pelos palestinos.

Bolsonaro prometeu transferir a embaixada de Tel Aviv para Jerusalém, acompanhando o entendimento dos Estados Unidos. Mas diante da posição do Ministério da Agricultura, que teme perder o comércio com os árabes, o governo federal resolveu não mudar a embaixada de lugar.

Publicidade