Siga-nos!

igreja

“Consigo ver o meu propósito na Grande Comissão”, diz coordenador da Jocum

Alexandre Moreira coordena a Escola de Missões Urbanas.

Michael Caceres

em

Alexandre Moreira Jocum
Alexandre Moreira (Arquivos Pessoais)

Aos 24 anos, Alexandre Moreira tem desempenhado um papel fundamental para o avanço do Evangelho, servindo no movimento Jovens Com Uma Missão (JOCUM). Líder de jovens e adolescentes da Igreja Presbiteriana Independente do Jardim Eulina, Alexandre coordena a Escola de Missões Urbanas (EMU) há 3 anos, além de trabalhar com a Escola de Treinamento de Discipulado (ETED) da Jocum.

O jovem missionário já passou pela Bolivia, Turquia e Colômbia, além de já ter um trabalho missionário agendado para a Espanha em fevereiro do próximo ano. Noivo da Laura, que também é missionária na Jocum, ele pretende continuar servindo às nações e atender ao chamado de Deus.

Alexandre em uma aula Jocum (Arquivos Pessoais)

“O maior desafio da escola missões é despertar os cristãos para serem voz de justiça e esperança em sua cidade local, entendendo que devemos agir aonde o Senhor tem nos colocado”, disse ao Gospel Prime.

Anualmente, ele ajuda a formar 350 alunos, sendo 175 por semestre, em sete escolas da Jocum espalhadas pelo Brasil. Alexandre coordena o trabalho de treinamentos na Jocum Campinas. Ele explica que qualquer um pode fazer o curso, desde que tenha no mínimo 15 anos.

Em uma das aulas desenvolvidas pela escola, os jovens são confrontados com a realidade da prostituição, onde são levados a servir as prostitutas no maior prostíbulo a céu aberto da América Latina, no Jardim Itatinga em Campinas-SP. Neste lugar, os alunos se deparam com as tristes consequências do pecado.

A principal lição que eles buscam transmitir aos alunos, segundo Alexandre, é “conhecer a Deus e fazê-lo conhecido”. “E dentro disso, é o fato de conhecermos mais a Deus durante o curso, faz com que eu me conheça e entenda qual o meu papel nessa grande missão de Deus na cidade”, enfatiza.

Sobre a prática das lições, o coordenador da EMU explica que uma vez por mês os alunos são levados para atividades nas comunidades. “Se a aula do dia for de evangelismo criativo pela manhã, na parte da tarde sairemos para por em prática o que foi aprendido”, explicou.

“Também temos o prático, que chamamos de prático “master”, realizado em algum feriado prolongado, aonde reunimos todas as nossas escolas de missões urbanas, e geralmente temos em torno de 100 vagas para essa viagem, realizada principalmente no Rio de Janeiro”, acrescentou.

Jocum Morro do Borel (Divulgação)

Alexandre Moreira explica que quando os jovens em treinamento saem às ruas, procuram usar elementos da arte para alcançar as pessoas, como teatros, portagens (pirâmide humana) e assim conseguem abertura para conversar, compartilhar o Evangelho e orar pelas pessoas. Ele diz que assim estão cumprindo a Grande Comissão.

Trending