Siga-nos!

Sociedade

Conselho de Psicologia envia nota ao CQC criticando postura de Marisa Lobo sobre “cura gay”

Após reportagem com Marisa Lobo, CQC apresenta nota de Conselho

em

O CQC desta segunda-feira (14) apresentou o direito de resposta do Conselho de Profissionais de Psicologia, órgão que reúne os Conselhos Estaduais da classe, sobre a reportagem feita pelo programa com participação da psicóloga Marisa Lobo.

A edição anterior do programa, uma reportagem especial discutia o projeto do deputado João Campos que autoriza profissionais de psicologia a oferecer tratamento a homossexuais que desejem reverter sua orientação.

Durante entrevista a psicóloga disse que não mudaria sua orientação de fé. O entrevistador também perguntou à psicóloga se o mundo ideal para ela é um mundo sem homossexuais. Marisa respondeu que isso é utópico e que o mundo ideal para ela é aquele sem ladrões, estupradores, assassinos, referindo-se aos mandamentos expostos na Bíblia Sagrada. Marisa chegou a afirmar em sua conta no Twitter que o vídeo foi editado.

Em nota divulgada ontem, o Conselho criticou a postura da psicóloga e declarou que a “psicologia não vê a homossexualidade como doença” e que, portanto, não existe cura se não há doença. Além disso, de acordo com a nota, a posição do Conselho é contrária a qualquer iniciativa que venha de encontro a essa postura.

Publicidade