Siga-nos!

Sociedade

Centro comercial abriga pontos de drogas, igrejas e boates gays

A convivência entre os vizinhos não apresenta problemas, apesar da diferença de comportamentos

Publicado

em



Igrejas, boates e clubes gays convivem amigavelmente no centro comercial do Setor de Diversões Sul, em Brasília, um complexo de três prédios que atraem um público bem diversificado.

Onde hoje funciona a comunidade evangélica Marca da Promessa antes funcionava um cinema de filmes adultos. O local foi alugado e desde agosto do ano passado tem recebido pessoas interessadas em conhecer a Palavra de Deus.

A pastora e fundadora da igreja, Cleia Novelino, 39 anos, diz que a mudança de local aconteceu porque o espaço onde a comunidade se reunia antes não cabia mais os frequentadores.
“Onde estávamos, não dava mais. A comunidade cresceu e vimos na internet este espaço. Chegamos e nos interessamos. Não conhecíamos o ambiente antes”, disse ela ao Jornal de Brasília.

Mas Cleia e seus fiéis não se sentiram constrangidos com os frequentadores do complexo comercial. “Não temos e nem queremos ter problemas com essas pessoas. Ao contrário. Nossa ideia é fazer do Conic um lugar de louvor. A gente tenta evangelizar essas pessoas com o amor”.

A pastora Ivone de Jesus, 51 anos, da igreja Deus é Amor, também convive bem com os frequentadores do local. A igreja está localizada no mesmo prédio onde funciona uma sauna gay. “Essas pessoas frequentam mais no período noturno. Quase não vemos essa movimentação. Buscamos não fazer diferença entre as pessoas”, disse.

Já ao lado da igreja Ministério da Promessa há uma boate LGBT, mas o dono do comércio afirma que não tem problemas com seus vizinhos evangélicos. “Hoje, as pessoas da igreja são pessoas que não têm problema. São pessoas que vêm para fazer suas orações e vão embora”, diz Isaac Ribeiro, de 54 anos.

Segundo a reportagem os prédios do Conic também são pontos de venda de drogas e algumas prostitutas fazem ponto no local em busca de clientes.



Publicidade
Publicidade