Siga-nos!

vida cristã

Como os cristãos devem questionar sua salvação? John Piper responde

Pastor respondeu pergunta de ouvinte do seu podcast.

Michael Caceres

em

John Piper
John Piper (Foto: Reprodução/YouTube)

Para o teólogo John Piper, os cristãos deveriam questionar sua salvação de acordo com o que a Escrutura aponta, tendo em vista algumas distinções substanciais quanto ao que isso significa. O pastor respondia a uma pergunta de um ouvinte de seu podcast.

Piper foi questionado sobre o significado de 2 Coríntios 13:5, que diz: “Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na ; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados”.

Sobre a frequência com que o cristão deve se examinar, para saber sobre sua permanência na fé, o teólogo afirmou que existe diferença estratégica e psicológica ao abordar a questão de saber se alguém está na fé. Ele disse que é preciso examinar o contexto da questão de 2 Coríntios.

“Uma das razões pelas quais acho que há uma diferença significativa aqui é porque, no contexto de 2 Coríntios, há algum conflito real entre Paulo e algumas pessoas em Corinto que deram provas significativas de que podem não ser verdadeiros cristãos”, disse ele , observando que Paulo parece inseguro sobre alguns que professam ser crentes.

No entanto, ele lembrou o que diz 2 Pedro 1:10, apontando que o texto exorta os cristãos a “serem ainda mais diligentes para confirmar a sua vocação e eleição [ou você poderia dizer a salvação], pois se você praticar essas qualidades, nunca cairá”.

Piper disse que existe uma distinção importante entre examinar a si mesmo e o processo contínuo de viver a salvação de alguém a longo prazo, mostrando evidências de fé salvadora. “De certa forma, o ponto principal em ambos os casos é este: mostre que você é um verdadeiro cristão, nascido de novo, justificado, a caminho do Céu”, disse ele.

Ao explicar as palavras do apóstolo Paulo, ele enfatiza que a questão dita aos coríntios refere-se ao fato de que estavam lidando com pessoas impenitentes, que diziam ser cristãs, mas que viviam em pecado. No entanto, ele afirma que a admoestação para “testar a si mesmo” não faz parte da vida cristã.

“Acho que Paulo diria que esse tipo de teste é algo extraordinário e deve ser feito em pontos críticos de sua vida quando você se desviou de andar no passo do Espírito e foi questionado, provavelmente por alguém, ou talvez por sua própria consciência: você é um verdadeiro cristão?”, disse Piper.

“Faça o teste sério e crítico de 2 Coríntios 13:5 quando alguém avisa que sua vida não parece mais estar confirmando sua afirmação cristã. Isso deve disparar sinais de alarme em você, e você pode estar em sérios apuros. Então, faça isso tipo de autoanálise séria, que pode ser muito assustadora, muito difícil, mas muito, muito importante”, concluiu.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending