Siga-nos!

Sociedade

CNBB quer ampliar acolhimento a imigrantes venezuelanos

A ideia é que outras dioceses brasileiras acolham os imigrantes que hoje já são 10% da população de Pacaraima

Avatar

em

Venezuelanos
Venezuelanos. (Foto: Reprodução / Twitter)

Durante a Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Igreja Católica brasileira se mostrou preocupada com o agravamento da crise na Venezuela e pretende ampliar o acolhimento a imigrantes venezuelanos que cruzam a fronteira.

O bispo de Roraima, Dom Mário Antônio da Silva, declarou que a entrada de venezuelanos ao Brasil aumentou desde a última terça-feira (30), quando o Juan Guaidó tentou derrubar o ditador Nicolás Maduro.

O religioso diz que apesar da Operação Acolhida, que o governo federal mantém em Pacaraima, cidade que faz fronteira com a Venezuela, as paróquias da cidade também são procuradas pelos imigrantes.

“O Exército os traz, mas a acolhida das famílias que precisam de um lugar para ficar e de comida, isso depende dos paroquianos e da Igreja”, afirmou o bispo de Roraima, segundo informações do Gazeta Online.

A Igreja Católica também oferece apoio aos imigrantes através da Caritas, entidade que tem acolhido os venezuelanos por meio do projeto “Caminhos da Solidariedade”.

A ideia é fazer com que outras dioceses espalhadas pelo Brasil possam reproduzir essa boa ação e assim distribuir os imigrantes para outras cidades e estados. “Mais do que dar acolhida, é preciso de um esforço para que sejam integrados em nossa sociedade”, disse Dom João.

Publicidade