Siga-nos!

Política

Ciro diz que Gleisi é “chefe de quadrilha” e petista rebate: “coronel oportunista”

Troca de ofensas pode impedir acordo para barrar a reforma da Previdência

Publicado

em

Ciro Gomes e Gleisi Hoffmann. (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)


Enquanto se espera que o PT e o PDT se unam contra a reforma da Previdência, Ciro Gomes e Gleisi Hoffmann trocam ofensas. Em entrevista ao jornal Valor Econômico, o candidato à Presidência derrotado declarou que a presidente do PT é “chefe de quadrilha”.

“Se quiserem me processar, já estou acostumado. Estou falando a verdade. Não vale me processar por dano moral. Me processe por calúnia que tenho direito a demonstrar. É só tirar certidões das acusações do Ministério Público. Quantos tesoureiros o PT tem? Estão todos presos. Lula apoiou Sérgio Cabral até o gogó. Quem nomeou Michel Temer vice, contra minha opinião?”, disse Ciro Gomes.

Pelas redes sociais, Gleisi contra-atacou chamando Ciro Gomes de “coronel oportunista” e dizendo que ele irá se apresentar como “salvador da burguesia”.

“Ciro Gomes é um coronel oportunista ressentido e covarde. Qdo a conjuntura exigia sua presença, fugiu p/ Paris. Está à espreita de crises p/ se apresentar como salvador da burguesia e sistema financeiro. Por isso ataca Lula, PT, nossas lideranças. Quer se apresentar como ‘solução'”, escreveu a presidente do PT.



Publicidade
Publicidade