Siga-nos!

Política

Ministra do STF reclama de “mudança perigosamente conservadora”

Cármen Lúcia diz que fica “preocupada com as opções feitas” pelos brasileiros

Publicado

em

Cármen Lúcia


Cármen Lúcia, ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), indicada pelo ex-presidente Lula para o cargo em 2006, disse estar preocupada com o conservadorismo que cresce no mundo. Nesta segunda-feira (5), ela falou sobre o assunto durante um evento em Brasília.

“Queria lembrar que estamos vivendo uma mudança que não é só no Brasil. Uma mudança, inclusive, conservadora em termos de costumes. Às vezes, na minha compreensão de mundo, e é só na minha, não significa que esteja certa, perigosamente conservadora, porque a tendência na humanidade é de direitos fundamentais que são conquistados a gente não recua”, avaliou.

Ela participava da mesa que debatia “As Mudanças Constitucionais pelo Supremo em 30 anos”. Classificou como uma mudança positiva a vontade de juízes de mudar a Constituição e a de cidadãos de discutir sobre seus direitos e de exigir o cumprimento de garantias constitucionais.

A ministra acredita que o desafio do Judiciário brasileiro é “fazer com que direitos fundamentais, os direitos humanos, os direitos sociais de todos sejam plenamente atendidos”.

Abordando a história recente do país, três décadas pós a promulgação da Constituição, Carmem Lúcia diz que não tem pessimismo em relação ao Brasil.

“Eu acredito muito no povo e no cidadão brasileiro. Mesmo quando, muitas vezes, eu fico preocupada com as opções feitas, mas que são escolhas próprias de um cidadão livre, e que se não tivesse liberdade não estaríamos escolhendo”, asseverou.



Publicidade
Publicidade