Siga-nos!

estudos bíblicos

Calvinismo vs. Arminianismo: Qual lado está correto?

Ambos os sistemas teológicos são divididos em cinco pontos.

em

Jacó Armínio e João Calvino (Foto: Reprodução/Domínio Público)

Calvinismo e Arminianismo são sistemas teológicos que tentam explicar questões da salvação, principalmente a soberania de Deus e a responsabilidade do homem nestas questões.

Enquanto o Calvinismo recebe o seu nome a partir de João Calvino, um teólogo francês que viveu de 1509 a 1564, o Arminianismo recebe seu nome de Jacó Armínio, um teólogo holandês que viveu de 1560 a 1609.

De acordo com o Calvinismo, a depravação total significa que em todos os aspectos o homem foi corrompido pelo pecado. Portanto, os seres humanos não podem vir a Deus por conta própria.

Por outro lado, o Arminianismo clássico admite algo próximo da “depravação total”, mas debatem a extensão e o significado da dessa depravação.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

“Neste estado [caído], o livre-arbítrio do homem para o verdadeiro bem não está apenas ferido, enfermo, inclinado, e enfraquecido; mas ele está também preso, destruído, e perdido. E os seus poderes não só estão debilitados e inúteis a menos que seja assistido pela graça, mas não tem poder algum exceto quando é animado pela graça divina”, disse Jacó Armínio.

No geral, os arminianos acreditam que a graça possibilita um estado “intermediário” entre a depravação total e a possibilidade de salvação.

O calvinismo também inclui a crença de que a eleição é incodicional, enquanto o arminianismo acredita na eleição condicional.

De acordo com a visão da eleição incondicional, Deus elege indivíduos para salvação com base inteiramente na Sua vontade, não algo relacionado ao indivíduo.

É como se Deus escolhesse quem nasceu para salvação e para perdição eterna.

Por outro lado, a eleição condicional declara que Deus elege indivíduos para salvação com base em Seu conhecimento prévio de quem vai crer em Cristo para salvação, portanto, com a condição de que o indivíduo escolha Deus a partir da ação do Espírito Santo.

Nesse mesmo sentido, o calvinismo vê a expiação como limitada, enquanto que o o arminianismo a vê como ilimitada.

Este tem sido considerado o ponto mais polêmico dos cinco apresentados por ambos os sistemas teológicos.

Isso acontece pelo fato de a expiação limitada crer que a morte de Jesus Cristo foi apenas para os eleitos. Já a expiação ilimitada admite que Jesus Cristo morreu por todos, mas que a pessoa precisa aceitar Sua morte pela fé.

Além disso, o calvinismo mantém a crença de que a graça de Deus é irresistível, enquanto o arminianismo diz que um indivíduo pode resistir à graça e se afastar de Deus.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Ao argumentar que a graça é irresistível, calvinistas apontam que quando Deus chama uma pessoa para salvação, então essa pessoa inevitavelmente virá para ser salva.

Por outro lado, a graça resistível argumenta que Deus chama todos para a salvação, mas que muitas pessoas resistem e rejeitam esse chamado.

Por fim, o calvinismo defende a perseverança dos santos. Já o arminianismo defende a salvação condicional.

Ao falar sobre perseverança dos santos, estamos nos referindo ao conceito de que uma pessoa supostamente eleita por Deus perseverará na fé e não negará a Cristo.

Enquanto que na salvação condicional o crente em Cristo pode, por sua própria vontade e livre arbítrio, se afastar dEle e, assim, abrir mão da salvação.

Ainda assim, muitos arminianos negam a “salvação condicional” e defendem a “segurança eterna”, que seria um conceito paralelo.

Quando as pessoas conhecem a Cristo como seu Salvador, elas são colocadas em um relacionamento com Deus que garante sua segurança eterna.

Logo, no debate sobre Calvinismo vs. Arminianismo, quem está correto?

No geral, podemos concordar e discordar em pontos específicos de ambas os sistemas. Muitos crentes chegam a misturar algumas visões de ambos os lados.

Nesse sentido, podemos afirmar que ambos os sistemas falham quando tentam argumentar sobre “requisitos” para salvação, quando esta é uma questão que pertence somente a Deus.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Queira o Senhor ter misericórdia de todos os homens e alcançar a todos, este é o nosso desejo quando apresentados a maravilhosa graça de Deus.

Assim, os seres humanos são chamados para tomar uma decisão e colocar sua fé em Jesus Cristo para salvação.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending