Siga-nos!

Política

“Você vai cair pelas mãos dos LGBTs”, diz “marido” de Glenn Greenwald a Bolsonaro

David Miranda (PSOL-RJ) assumiu vaga na Câmara no lugar de Jean Wyllys.

em

David Miranda. (Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

O deputado David Miranda (PSOL-RJ) afirmou neste domingo (23) que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) “vai cair pelas mãos dos LGBT”. A ameaça do político foi feita durante uma entrevista ao Yahoo!, durante a 23ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo.

“A Parada acontece em momento crucial porque temos hoje um presidente que é um nêmesis contra a nossa população, ele é LGBTfóbico. Estamos resistindo na rua, mas com alegria, com famílias, amigos e irmãos, mas com o punho cerrado e mandando o recado: Ei, Bolsonaro, você vai cair pelas mãos dos LGBT”, disse.

Miranda assumiu uma vaga na Câmara dos Deputados após renúncia de Jean Wyllys, que deixou o país utilizando uma narrativa de perseguição e ameaça de morte. A transição entre Wyllys e Miranda está sob suspeita de venda de mandato, com pedidos para que a Polícia Federal investigue o caso.

Um pedido de investigação foi protocolado pelo deputado José Medeiros (PODE-MT), que suspeita que  Jean Wyllys  pode ter vendido seu mandato para o suplente, David Miranda.

Medeiros protocolou um ofício para a Procuradoria-Geral da República (PGR) e para a Polícia Federal (PF) reforçando o pedido de investigação.

Recentemente o nome do deputado ganhou destaque na imprensa pelo seu relacionamento homossexual com o jornalista Glenn Greenwald, responsável por vazar conversas pessoais de autoridades no site The Intercept. As conversas foram obtidas de forma ilegal.

“Tivemos um parlamentar assumido LGBTI que teve de sair do país porque foi minado com terrorismo durante muito tempo. No Rio, uma outra parlamentar, Marielle, foi assassinada porque também era LGBT. Estamos na rua para resistir e mostrar que nossos corpos estão resistindo com alegria”, disse David Miranda.