Siga-nos!

Política

“Brasil está vivendo sob o signo do ódio”, acredita Fernando Henrique Cardoso

Ex-presidente também diz que a Lava Jato “exagerou”.

em

Fernando Henrique Cardoso (Foto: Valter Campanato / Agência Brasil)

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, fez críticas ao governo Bolsonaro e afirmou que o país vive sob “signo do ódio” e que precisa cultivar a tolerância.

Aos 88 anos, o ex-presidente ainda mantém forte influência na política brasileira, principalmente sobre o chamado Centrão.

FHC também faz críticas a Lava Jato, afirmando que a operação “exagerou”, mas evita comentar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Lançando o último volume sobre os “Diários da Presidência”, ele afirma em um trecho que no Brasil é impossível governar sem “botar a mão na lama”.

“Hoje nós vivemos sob o signo do ódio. Isso é ruim para o Brasil. Ainda não conseguimos entender que o outro é adversário, não inimigo”, comentou sobre o Brasil atual.

Sobre sua visão do trabalho que o governo Bolsonaro vem desenvolvendo, o ex-presidente disse em entrevista ao O Globo que é cedo para avalia-lo.

Ele também afirmou que Bolsonaro é guiado por “fantasmas” e vê como legítimas as manifestações contra o governo.

Publicidade