Siga-nos!

Brasil transfere apenas “parte da embaixada” para Jerusalém

Netanyahu diz que esse é o “primeiro passo” para a mudança

Avatar

em

Publicidade

Neste domingo (31), durante sua visita oficial a Israel, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a abertura de um “escritório diplomático” em Jerusalém. Através de suas redes sociais, ele avisou: “Reconhecendo os inegáveis vínculos históricos de Jerusalém com a identidade judaica e também que a cidade é o coração político do moderno Estado de Israel, anunciei hoje que o Brasil abrirá lá um escritório brasileiro para a promoção do comércio, investimentos e intercâmbio em inovação e tecnologia”.

O ministro das Relações Exteriores israelense, Israel Katz,explicou que o local servirá como “extensão” da embaixada em Tel-Aviv. Em nota oficial, o chanceler israelense comemorou: “Obrigado por abrir um escritório diplomático em Jerusalém! Israel e Brasil são verdadeiros amigos, com valores comuns, e fortaleceremos a cooperação entre os nossos países”.

Leia mais...

Continua depois da Publicidade

Na prática, a parte da embaixada que cuida do relacionamento político entre os dois Estados, permanecerá em Tel Aviv.  O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, comemorou como o “primeiro passo” para a mudança integral.

Antes de viajar, Bolsonaro já havia dito que não há pressa para mudar a embaixada, apesar de ser uma promessa de campanha. “Trump levou nove meses para decidir e dar a palavra final para que a embaixada fosse transferida”, contemporizou.

Publicidade