Siga-nos!

Política

Bolsonaro volta a passar mal e alta médica é adiada

Um líquido foi encontrado ao lado do intestino do presidente, na região onde antes estava a bolsa

Publicado

em

Jair Bolsonaro no Hospital
Jair Bolsonaro no Hospital. (Foto: Divulgação)


Na tarde desta segunda-feira (4), o porta-voz do governo, Otávio do Rêgo Barros, declarou que, devido a uma piora em seu estado de saúde, o presidente Jair Bolsonaro não terá mais alta médica na próxima quarta.

Operado há oito dias, Bolsonaro retirou a bolsa de colostomia e passou pela cirurgia de religação do trato intestinal. Mas durante a noite, ele teve febre e foi necessário passar exames que identificaram um líquido ao lado do intestino, na região onde antes estava a bolsa.

Por conta disto, o presidente precisará permanecer na Unidade de Cuidados Semi-Intensivos do Hospital Israelita Albert Einstein. Não há nova data para alta médica.

Nas redes sociais, Bolsonaro mostrou um vídeo da fisioterapia e mostrou e comemorou que suas funções intestinais estão se normalizando.

“Após uma semana da terceira cirurgia, no espaço de menos de 6 meses, graças a Deus, funções voltando à normalidade e fisioterapia contínua nos fortalecendo para que possamos voltar o mais rápido possível às atividades rotineiras com plena força. Agradeço a todos pelo apoio!”



Publicidade
Publicidade