Siga-nos!

Política

Bolsonaro vai mudar “genitor” por “pai” e “mãe” em passaporte

Presidente segue linha de valorização da família e mudanças ideológicas.

Michael Caceres

em

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou a parlamentares evangélicos que seu governo pretende incluir os termos “pai” e “mãe” nos campos destinados à filiação na documentação relativa aos passaportes brasileiros. A decisão segue de defesa e valorização da família.

“Em nosso passaporte estamos acabando com a história de genitor 1 e genitor 2 e estamos botando o termo pai e mãe”, afirmou Bolsonaro.

Leia mais...

A iniciativa foi anunciada à Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional durante café da manhã no Palácio do Planalto, que já estaria sendo cumprida pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, que está trabalhando nas alterações.

A Polícia Federal, responsável pela emissão do documento, informou que os campos genitores substituem o “Nome do Pai” e “Nome da Mãe”, para atender a “novas constituições familiares”, inclusive relacionamentos gays, segundo o site da instituição.

“Esses campos presentes no formulário substituem os campos ‘Nome do Pai’ e ‘Nome da Mãe’, e são de livre preenchimento, em face da possibilidade de novas constituições familiares, inclusive para união homoafetiva”.

Aos parlamentares religiosos, Bolsonaro também voltou a defender a posição do Brasil na ONU (Organização das Nações Unidas) da exclusão do termo “gênero” em documentos oficiais da instituição.

Continue lendo