Siga-nos!

Política

Bolsonaro participará da festa dos 108 anos da Assembleia de Deus no Brasil

Presença do presidente da República foi confirmada pelo pastor Samuel Câmara.

em

Jair Bolsonaro e Samuel Câmara. (Foto: Reprodução / Facebook - Samuel Câmara)

O presidente Jair Messias Bolsonaro participará da festa de celebração pelos 108 da Igreja Assembleia de Deus no Brasil, organizada pela Igreja Assembleia de Deus em Belém. A presença de Bolsonaro foi confirmada pelo pastor Samuel Câmara, presidente da CADB (Convenção da Assembleia de Deus no Brasil) e líder da igreja-mãe em Belém do Pará.

Segundo informou o pastor, o presidente da República participará da abertura do evento, no dia 13 de junho. As celebrações se estenderão até o dia 15, com realização no Centro de Convenções Centenário. Também está previsto algumas celebrações em locais estratégicos, conforme cronograma do evento.

Samuel Câmara tem usado as redes sociais para falar sobre o evento, destacando também alguns acontecimentos que marcaram a história das Assembleias de Deus, que é considerada hoje a maior denominação pentecostal do mundo.

“Há 108 anos, no Brasil, começou o maior movimento pentecostal da atualidade, um dos mais importantes movimentos da história da fé cristã”, comentou Câmara em sua fanpage.

A denominação evangélica surgiu no Brasil a partir do trabalho de dois missionários suecos, que desembarcaram em Belém do Pará em 19 de novembro de 1910, iniciando um trabalho de pregação do Evangelho. No Brasil, os missionários passaram a pregar sobre o batismo com o Espírito Santo, dando origem ao movimento pentecostal no país.

Evangélicos

Com uma forte aceitação entre os evangélicos, o presidente Jair Bolsonaro tem demonstrado cada vez mais interesse em manter a boa relação com o segmento. Ao contrário dos antecessores, Bolsonaro faz questão de participar de eventos das mais diversas denominações, mas tem na Assembleia de Deus seu mais efetivo apoio.

Tem se tornado rotina a presença do político nas convenções, congressos e eventos realizados pelos pastores. O pastor Silas Malafaia, considerado um dos nomes mais influentes da igreja, tem grande proximidade com Bolsonaro. Tendo sido o oficiante do seu casamento com Michelle Bolsonaro.

Nas eleições presidenciais, Bolsonaro contou com o apoio maciço de lideranças das mais diversas convenções assembleianas, como a Convenção Geral das Assembleias de Deus (CGADB), CADB (Convenção da Assembleia de Deus no Brasil) e Convenção Nacional das Assembleias de Deus Madureira (CONAMAD).

Publicidade