Siga-nos!

Política

Mestre em direito, pastor é escolhido para Comissão de Ética da Presidência

Milton Ribeiro passa a integrar colegiado que investiga ministros e servidores.

Michael Caceres

em

Reverendo Milton Ribeiro. (Foto: Reprodução / Youtube)

O reverendo Milton Ribeiro, da Igreja Presbiteriana de Santos, vai integrar a Comissão de Ética Pública da Presidência. A escolha partiu do presidente da República, Jair Bolsonaro, para o colegiado que é responsável por investigar ministros e servidores do governo.

Ribeiro é doutor em Educação pela Universidade de São Paulo (USP), Mestre em Direito Constitucional pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, advogado, membro da Comissão de Ética e Compliance do Instituto Presbiteriano Mackenzie, foi reitor e atualmente é Membro do Conselho Deliberativo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, além de Membro do Conselho Deliberativo da Santa Casa de Santos.

A comissão é formada por sete advogados e tem ainda seis indicados pelo ex-presidente Michel Temer. Quando ainda tinha maioria formada por indicações da ex-presidente Dilma Rousseff, o colegiado abriu processo contra 14 dos 28 ministros de Temer. O ministros da Casa Civil demitiu 16 dos 17 servidores que trabalhavam na Comissão.

Atualmente a Comissão de Ética é presidida pelo advogado Paulo Henrique Lucon, que vem atuando para destravar ou arquivar processos que estavam parados desde 2016.

Por motivos de sigilo, os processos em tramitação não são informados pela comissão. Procurado pelo Estadão, Milton Ribeiro não quis comentar a nomeação para o cargo.

Publicidade