Siga-nos!

Internacional

Bolsonaro condena atentado terrorista que matou 20 na Colômbia

A guerrilha esquerdista Exército de Libertação Nacional (ELN) está sendo responsabilizada pelo ataque

Publicado

em

Jair Bolsonaro e Ernesto Araújo
Jair Bolsonaro e Ernesto Araújo. (Foto: Reprodução / Facebook)
Publicidade

O presidente Jair Bolsonaro condena o atentado terrorista ocorrido na Colômbia na última quinta-feira (17), deixando 20 mortos e 70 pessoas feridas.

Bolsonaro entrou em contato via telefone com o presidente colombiano Iván Duquepara prestar suas condolências e solidariedade aos familiares das vítimas.

Em um vídeo divulgado pelo Planalto, Bolsonaro pediu à guerrilha esquerdista Exército de Libertação Nacional (ELN), responsáveis pelo ataque, que entre suas armas e deem liberdade aos colombianos que foram sequestrados.

“Gostaríamos que este grupo depusesse suas armas e colocasse em liberdade os incontáveis sequestrados que tem em seu poder”, disse o presidente no vídeo gravado ao lado do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

O ataque a bomba aconteceu em uma escola de cadetes em Bogotá. O responsável pelo ataque é um terrorista de 57 anos que é conhecido por ser instrutor de explosivos, dando aulas até mesmo na Venezuela. Ele faz parte do ELN há 25 anos, segundo informações do jornal El País.

Assista!

Publicidade

Relações Exteriores – Atentado na Colômbia

O presidente Jair Messias Bolsonaro condena o atentado terrorista ocorrido na Colômbia. Em telefonema com o presidente do país vizinho, Iván Duque, Bolsonaro prestou suas condolências e solidariedade aos familiares das vítimas fatais e ao povo colombiano.

Posted by Planalto on Friday, January 18, 2019