Siga-nos!

igreja perseguida

Bispo e política finlandesa enfrentam julgamento por declarações LGBT

Politica na Finlândia enfrenta acusações criminais por dizer que homossexualismo é pecado

em

Bispo Juhana
Bispo Juhana (Foto: Reprodução/International Lutheran Council)

O bispo Juhana Pohjola da Diocese de Missão Luterana Evangélica da Finlândia (ELMDF) e a política Päivi Räsänen, estão enfrentando acusações criminais de violação a igualdade e a dignidade das pessoas LGBT.

Apesar da Finlândia ter proteções legais para a liberdade de expressão e o livre exercício da religião, a procuradora-geral Raija Toiviainen descreve as ações de Räsänen e Pohjola como incitação criminosa contra um grupo minoritário e discurso de ódio.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

De acordo com o principal promotor da Finlândia, Räsänen teria alimentado a intolerância e o desprezo das pessoas LGBT três vezes: em comentários em um talk show; em um tweet de 2019 onde ela citou romanos 1:24-27 e em um livreto de 23 páginas que Räsänen intitulou: Masculino e Feminino Ele Os Criou.

Pohjola está sendo acusado de publicar o livreto de Räsänen, que argumenta contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, contrasta identidades LGBT com a noção cristã do que significa ser humano, e descreve a atração do mesmo sexo como sendo pecaminosa e possivelmente o resultado de um “transtorno negativo do desenvolvimento”.

Segundo Christianity Today, sobre o julgamento, previsto para começar em 24 de janeiro, o bispo Pohjola alega não temer os resultados do processo, mas sim o sinal de silêncio que isso representa para muitos, segundo ele, seu medo é a auto censura e intimidação.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

“Confesso que Deus deu dignidade, valor e direitos humanos daqueles que se identificam como homossexuais, mas ao mesmo tempo chamo os atos homossexuais de pecado e em discordância com a ordem criada e a vontade de Deus como encontrado na Bíblia“, disse Pohjola.

Como ex-presidente dos Democratas Cristãos da Finlândia e ex-ministra do Interior de 2011 a 2015, Räsänen liderou a oposição contra a aprovação de uma lei que reconhece o casamento entre pessoas do mesmo sexo na Finlândia.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

“Ser acusada criminalmente por expressar minhas crenças profundamente mantidas em um país que tem raízes tão profundas na liberdade de expressão e religião parece irreal. Não vejo que teria de forma alguma difamado homossexuais cuja dignidade humana e direitos humanos eu sempre disse para respeitar e defender”, disse ela.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending