Siga-nos!

Internacional

Primeiro-ministro de Israel envia carta de agradecimento ao papa Bento 16

Em visita ao país em 2009 o líder da Igreja Católica fez questão de visitar o principal memorial do holocausto.

em

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, enviou uma carta e agradecimento ao papa Bento 16 nesta segunda-feira (18) citando a visita do líder católico à Terra Santa em 2009 e citando também as ações que tinham como objetivo aproximar os judeus e cristãos.

“Em nome do povo de Israel, gostaria de agradecê-lo por tudo o que fez em sua posição como papa em nome de reforçar os laços entre os cristãos e os judeus e entre a Santa Sé e o Estado Judeu”, disse Netanyahu no texto que teve uma cópia enviada para a imprensa.

“Também lhe agradeço por ter defendido bravamente os valores do Judaísmo e do Cristianismo durante seu mandato papal”, disse.

Quando esteve em Israel, Bento 16, que é alemão, fez questão de visitar o principal memorial do Holocausto do país para prestar uma homenagem às vítimas e familiares que sofrem até hoje pelo genocídio nazista.

Outra atitude em favor dos judeus realizada pelo papa foi a mudança da oração latina para as missas na Sexta-Feira Santa feita por católicos tradicionalistas em 2008, na prece Bento 16 deletou a referência aos judeus e a sua “cegueira”, mas citou que é necessário que eles aceitem Jesus como messias. Com informações da Reuters.

Publicidade