Siga-nos!

Política

Base secreta de mísseis é descoberta na Coreia do Norte

A base ativa norte-coreana Sino-ri não foi declarada, por isso não estará sujeita às negociações de desnuclearização

Cris Beloni

em

Kim Jong Un
Kim Jong Un. (Foto: Reprodução)

De acordo com um relatório do Centro para Estudos Estratégicos e Internacionais (CEEI) divulgado na segunda-feira (21), a Coreia do Norte mantem uma base militar não declarada.

Sino-ri foi localizada a 212 quilômetros da zona desmilitarizada e abriga mísseis que permitem a Pyongyang efetuar um ataque contra alvos em toda a península e na maior parte do Japão.

Ainda segundo o relatório, a base é uma das mais antigas das quase 20 bases de mísseis não declaradas e operacionais no país. Existe lá uma unidade de mísseis Nodong e a possibilidade de outro desenvolvimento balístico que se chama Pukkuksong-2 (KN-15) que, inclusive, foi testado pela primeira vez em fevereiro de 2017.

“A base ativa de mísseis Sino-ri e os mísseis Nodong lançados naquele local atendem à presumida estratégia militar nuclear da Coreia do Norte ao proporcionarem a capacidade de ataques iniciais nucleares ou convencionais”, diz o relatório.

A revelação da base secreta ocorre três dias depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter anunciado, na sexta-feira (18), que “anseia por mais uma reunião com o líder coreano Kim Jong Um”, no fim de fevereiro, para discutir a desnuclearização.

O CEEI disse que a base de Sino-ri nunca havia sido declarada pela Coreia do Norte, motivo pelo qual “não parece estar sujeita a negociações de desnuclearização”. De acordo com informações do portal Terra, somente as bases de mísseis ativas estariam sujeitas à declaração, verificação e desmontagem sob qualquer acordo entre Washington e Pyongyang.

“Os norte-coreanos não vão negociar sobre coisas que não revelam”, disse Victor Cha, um dos autores do relatório. “Parece que eles estão jogando. Eles ainda vão ter toda essa capacidade operacional”, mesmo se destruírem suas instalações nucleares já assumidas.

Em suma, mesmo depois das negociações com o presidente Trump, Kim Jong-un possuirá sistemas antiaéreos deslocados nos arredores da base para proteger a Coreia do Norte contra ataques preventivos e também será capaz de atacar.

 

 

 

Jornalista e pesquisadora apaixonada pela Bíblia. Desenvolveu um trabalho de "Jornalismo Investigativo Bíblico", é autora dos livros Derrubando Mitos e Apocalipse Investigado. Seus temas envolvem missões transculturais, Igreja Perseguida, teorias científicas, escatologia e análises de textos bíblicos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Trending