Siga-nos!

Política

Bancada Evangélica parabeniza governo por posição contra perseguição religiosa

Itamaraty se posicionou contra a perseguição religiosa e a falta de liberdade.

em

Silas Câmara. (Foto: Reprodução / Facebook)

A Frente Parlamentar Evangélica parabenizou o governo Bolsonaro pela posição do Brasil contra a perseguição religiosa no mundo.

Segundo o presidente da bancada, deputado Silas Câmara (Republicanos-AM) Bolsonaro atendeu ao pedido dos parlamentares, colocando o país na defesa das liberdades religiosas e contra a perseguição de missionários cristãos em diversos países.

Em um vídeo compartilhado nas redes sociais, Câmara agradece ao presidente da República e ao chanceler Ernesto Araújo, que teriam atendido ao pedido dos evangélicos.

“Como o Brasil é um país cristão, fez questão de colocar na declaração de Brasília a nossa posição firme em ser contra a falta de liberdade religiosa”, disse.

Assista:

O Presidente da Frente Parlamentar Evangélica (FPE) do Congresso Nacional, deputado Silas Câmara (Republicanos/AM), participou nesta quinta-feira (14), em Brasília/DF, da 11ª Cúpula do BRICS, realizada sob o tema “BRICS: crescimento econômico para um futuro inovador”. A carta de declaração de Brasília cita em seu parágrafo 42: Em relação à situação na República Árabe da Síria, reafirmamos nosso forte compromisso com a soberania, independência, unidade e integridade territorial do país. Expressamos nossa convicção de que não pode haver solução militar para o conflito sírio. Também reafirmamos nosso compromisso de levar adiante um processo político liderado e apropriado pelos sírios, facilitado pela ONU, em conformidade com a Resolução 2254 (2015) do Conselho de Segurança das Nações Unidas. A pedido da FPE, com o apoio do Presidente Jair Messias Bolsonaro e do Ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, foi inserido na Carta de Intenção de Brasília que o Brasil é contra a falta de liberdade religiosa e contra a morte de missionários cristãos em diversos países do mundo. O presidente da FPE cita a importância desse momento, ¨como o Brasil é um país cristão, fez questão de colocar na declaração de Brasília a nossa preocupação e a nossa posição firme de ser contra a falta de liberdade religiosa e também contra a morte de missionários em países diversos no mundo. É como muita alegria que hoje anuncio mais uma colheita do nosso trabalho este ano a frente da FPE”, disse Silas.#FPE

Posted by Frente Parlamentar Evangélica on Thursday, November 14, 2019

Publicidade