Siga-nos!

Internacional

Autoridades da Etiópia ordenam o fechamento de igreja evangélica

Decisão da prefeitura despeja igreja que funcionava no mesmo prédio há dez anos com a desculpa de que o barulho estava incomodando os vizinhos.

Avatar

em

Igreja evangélica na Etiópia (Foto: World Watch Monitor)

A pressão contra igrejas evangélicas na Etiópia está aumentando, com igrejas sendo obrigadas a deixarem os prédios que ocupam com prazo de 30 dias para encerrarem suas atividades.

Uma das igrejas fechadas recentemente foi a Mekane Yesus Evangelical Church localizada na cidade de Robe, a 400 km a sudeste da capital Adis Abeba. As Autoridades Estaduais Regionais de Oromia, ordenaram que o prédio seja fechado em um mês.

Leia mais...

Datada de 15 de maio e assinada pelo prefeito Birhanu Dadi Tafesse, a carta de despejo tinha como justificativa a queixa de barulho feita por vizinhos da igreja.

“Com base no consenso que chegamos no comitê formado, você tem que procurar outro lugar e deixar o local atual dentro de 30 dias”, dizia a carta.

Uma fonte declarou ao World Watch Monitor que esta decisão da prefeitura é “surpreendente”, pois as igrejas evangélicas estão sendo as primeiras instituições a serem acusadas de poluição sonora.

“Se o barulho é o problema, as igrejas protestantes não podem ser as primeiras a serem acusadas de poluição sonora. Outras instituições religiosas usam sistemas de som muito mais poderosos em todo o país. Ruído de mesquitas e igrejas ortodoxas da Etiópia pode ser ouvido durante todo o dia e até mesmo durante a noite. Essa decisão não é mais do que uma demonstração de animosidade em relação às igrejas protestantes na região”, declarou a fonte que teve sua identidade preservada.

A igreja foi despejada do prédio que ocupa há dez anos e não tinha nenhum incidente registrado. Por isso há rumores de que a decisão seja uma das formas encontradas pelas autoridades locais para desencorajar a atividade cristã no estado de Oromia, berço do presidente Abiye Ahmed.

A lei da Etiópia promete a liberdade de religião, mas o país está em 28º lugar na Lista de Observação Mundial dos Portas Abertas de 2019, de países onde é mais difícil viver como cristão.

Continue lendo