Siga-nos!

Mundo Cristão

Autoridades chinesas prendem crianças, grávidas e idosos durante culto

Pelo menos 11 pessoas tiveram a prisão decretada, os demais foram liberados no dia seguinte

Publicado

em

Early Rain Canaan Church
Igreja Early Child Covenant. (Foto: China AID)


Segundo relatos do ministério China Aid, autoridades do governo comunista da China prenderam dezenas de membros da Igreja Early Child Covenant no último dia 24 de fevereiro.

Entre os presos estavam 11 crianças, entre elas um bebê de apenas 2 meses. Mulheres grávidas também foram presas e a mãe do pastor Wang Yi, de 74 anos, foi espancada pela polícia, de acordo com o site.

O grupo ficou detido na Delegacia de Polícia de Chengdu e seus celulares foram retidos. Durante o tempo de detenção, o grupo não teve acesso a alimentos. A soltura de alguns aconteceu só no outro dia pela manhã.

“Até agora, 11 pessoas foram condenadas a detenção administrativa. Os condenados a uma detenção de 14 dias são Zhang Jianqing, Zhixue Wei, Xiaoguang Zhu, Hou Hong’en, Luo Zhipeng, Yang Duli, Zhang Guanya, Huang Guangtai e Tang Chunliang. Tanto A como Yang Jian receberam uma sentença de detenção de dez dias”, diz Bob Fu, líder do ministério.

O Irmão A-Xin, um tradutor, ouviu falar sobre a prisão arbitrária de crianças, idosos e mulheres grávidas e relatou o caso no Facebook. Por conta disto, ele foi preso em sua casa por quase dez policiais.

As autoridades chinesas permanecem perseguindo os cristãos na tentativa de frustrar o crescimento da religião no país.



Publicidade
Publicidade