Siga-nos!

Sociedade

Atriz revela que Deus pediu que ela desistisse do aborto

Stacey Dash estava pronta para tirar o bebê, mas ouviu a voz de Deus e saiu da clínica

em

Stacey Dash. (Foto: Reprodução / CBN News)

A atriz Stacey Dash, ex-estrela do filme “Patricinhas de Beverly Hilss”, está lançando uma biografia onde conta detalhes sobre sua vida, incluindo que foi abusada sexualmente e que se tornou viciada em cocaína aos 16 anos.

Hoje com 49 anos, conhecida por suas visões políticas conservadoras, Dash observa que seu passado foi “extraordinariamente pesado” e que ela chegou a não querer mais viver. Após terminar um relacionamento abusivo, Dash conheceu o músico Christopher Williams e engravidou.

Viciada em drogas e muito depressiva, ela pensou em morrer ou fazer um aborto. “Quando engravidei estava consumindo muita droga, não queria viver. Eu queria morrer. Eu fui até uma clínica fazer um aborto. Chorando eu disse a Deus: ‘Por favor, me diga o que fazer’. E Deus me disse: ‘Mantenha seu filho'”, contou.

Prestes a ser levada para a sala de operação, Dash arrancou o acesso do braço e declarou aos funcionários da clínica: “Vou manter meu filho”.

Austin, hoje com 25 anos, nasceu e anos depois ela teve Lola, hoje com 12 anos, e a atriz faz questão de contar a história aos filhos.

“Eu deixei eles saberem que eu sobrevivi. Eu não sou uma vítima. E não há nada que eles não possam superar”, revelou ela à revista People.

A autobiografia de Stacey Dash se chama “There Goes My Social Life”, ainda sem tradução em português.

Publicidade