Siga-nos!

igreja perseguida

Armênios temem que limpeza étnica acabe com cristianismo após acordo com Azerbaijão

Acordo de paz foi assinado na semana passada.

Michael Caceres

em

Igreja armênia bombardeada.
Armênios temem que limpeza étnica acabe com cristianismo.

O acordo de paz entre a Armênia e o Azerbaijão foi assinado nesta semana, mesmo acabando com a guerra e melhorando a vida de dezenas de milhares de civis, muitos armênios estão preocupados com a história do Cristianismo no país.

Desde setembro deste ano os armênios estão sendo atacados por seus vizinhos, Azerbaijão e Turquia, na região do Nagorno-Karabach. A maioria das pessoas que moravam nessa região, fugiram para a capital, Yerevan, e agora protestam contra o acordo.

O presidente descreveu a aceitação do acordo como “dolorosa”, e mesmo assim a Armênia continua tumultuada. O país inteiro apoiou o esforço de guerra, pois os armênios viviam sendo atacados em áreas habitadas.

Extermínio

Arman Tatoyan, um dos defensores dos direitos humanos na Armênia, relatou que: “Isso se tornou uma questão existencial. Esta é uma questão de limpeza étnica e bombardeios terroristas aplicados pelo Azerbaijão contra os armênios que vivem lá”, explicou.

O compositor Armênio, Daniel Decker, disse ao CBN News, que os azeris não estão tentando apenas conquistar um território que pertence a Armênia há milhares de anos, mas querem exterminar o povo armênio, além de continuar com a tomada do território.

Os militares azeris alegaram ter tomado a segunda maior cidade da região, conhecida por Artsakh, diante disso a situação piorou entre os combatentes. Os militares armênios estão em grande desvantagem numérica, relatos dizem que para cada oito azeris, tem um soldado armênio. 

Decker também salienta que o governo Turco apoia abertamente o Azerbaijão, dizendo que nunca houve genocídio no embate, porém do outro lado afirmam que vão terminar o que começaram.

“Erdogan, que é o presidente da Turquia, busca um Império Otomano revivido com o Islã em sua liderança, e agora a Armênia e a República de Artsakh estão atrapalhando isso”, disse Decker. “A própria existência deles está em perigo agora. E como americanos, como cristãos na América, temos a obrigação de apoiar a Armênia e Artsakh”, afirmou Decker. 

Os refugiados têm enfrentado um futuro incerto diante dessa guerra. Muitos estão sem casas, pois foram danificadas ou destruídas. 

O povo da armênia confirma que a crise não acabou, e que ainda vai muito longe. Eles temem que sua história religiosa seja apagada nas áreas que não estão mais sobre o seu controle.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending