Siga-nos!

Política

Após viagem à Coreia do Norte, Senador pede que Bolsonaro renuncie

Roberto Requião (MDB/PR) vê “malfeitos” em questão levantada pela COAF

Publicado

em

Roberto Requião
Publicidade

O senador Roberto Requião (MDB/PR), esteve em viagem oficial à Coreia do Norte, onde foi promover a “cooperação” entre os dois países. Conhecido defensor de Lula, sempre disse acreditar na inocência do ex-presidente e seguidamente questionou as provas apresentadas pela Lava Jato.

Neste domingo, o político paranaense, que não foi reeleito para um novo mandato, decidiu questionar Jair Bolsonaro por conta do caso levantado pela Coaf envolvendo sua família. O órgão identificou movimentações “atípicas” de Fabrício Queiroz, ex-motorista de seu filho Flávio, incluindo um cheque de 24 mil reais em nome de Michelle.

Requião escreveu: “Que Deus dê força e coragem a Bolsonaro. Que esclareça os malfeitos se existirem, e que renuncie à presidência para não envergonhar ainda mais nosso Brasil. O povo acima de tudo e Deus acima de todos”. Ele não explicou por quais motivos Bolsonaro deveria renunciar.

Embora não existe acusação formal de corrupção e o presidente eleito já ter explicado que não há nada ilícito e que o cheque em questão seria pagamento de uma dívida pessoal, o assunto continua sendo explorado pela imprensa.

Trending