Siga-nos!

ciência & tecnologia

Aplicativo que permite liberdade de expressão é suspenso na Amazon, Google e Apple

Gigantes pressionam por mudanças nas políticas da rede social.

Michael Caceres

em

Parler
Parler (Foto: Divulgação/Parler)

O aplicativo Parler, rede social que ficou conhecida por defender a liberdade de expressão, foi suspensa por Amazon, Google e Apple, que pressionam por mudanças em suas políticas de uso. A plataforma ganhou notoriedade diante da censura imposta pelo Twitter contra o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

A Amazon suspendeu os serviços de hospedagem em nuvem do aplicativo sob alegação de que os usuários estariam “incitando violência” após as manifestações da semana passada no Capitólio dos Estados Unidos. A gigante diz que Parler supostamente falhou em gerenciar adequadamente um aumento no conteúdo violento.

A equipe de confiança e segurança da Amazon informou a diretora de política da Parler, Amy Peikoff, que a plataforma não teria aderido adequadamente aos termos de serviço.

“Recentemente, vimos um aumento constante desse conteúdo violento em seu site, o que viola nossos termos”, diz o e-mail. “Está claro que Parler não possui um processo eficaz para cumprir os termos de serviço da AWS.”

O grupo Amazon Employees for Climate Justice (Funcionários da Amazon pela Justiça Climática), usou o Twitter para afirmar que a “Amazon nega serviços Parler até que remova as mensagens que incitam à violência, inclusive na posse presidencial.”

“Não podemos ser cúmplices de mais derramamento de sangue e ataques violentos à democracia”, disseram eles.

John Matze, CEO da Parler, disse em um comunicado que “existe a possibilidade de Parler ficar indisponível na Internet por até uma semana enquanto reconstruímos do zero.”

“Este foi um ataque coordenado pelos gigantes da tecnologia para eliminar a concorrência no mercado”, escreveu ele. “Fomos muito bem-sucedidos muito rápido”, continuou.

O BuzzFeed News informou que o aplicativo também foi suspenso pela Apple e pelo Google até estabelecer um plano de moderação que aborde “essa ameaça contínua e urgente à segurança pública”.

“Recebemos inúmeras reclamações sobre conteúdo questionável em seu serviço Parler, acusações de que o aplicativo Parler foi usado para planejar, coordenar e facilitar as atividades ilegais em Washington DC em 6 de janeiro de 2021 que levaram (entre outras coisas) à perda de vidas , numerosos feridos e destruição de propriedade “, escreveu a Apple a Parler.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending