Siga-nos!

sociedade

Adultos induzem menino a anunciar identidade feminina em documentário

Mãe induz criança a se identificar como uma menina, apesar de ter nascido menino.

Avatar

em

Phoenix em um evento público sendo apresentado como menina
Phoenix em um evento público sendo apresentado como menina (Foto: Reprodução/Twitter)

Um novo documentário da HBO chamado “Transhood” está causando grande agitação nas redes sociais, depois que um vídeo mostra um menino biológico de 4 anos sendo conduzido por adultos para anunciar publicamente que prefere se identificar como uma menina.

É possível ver no vídeo de um minuto que está circulando nas redes sociais um menino, Phoenix, com vestido e uma saia de arco-íris com sua mãe que carrega uma criança no colo, saindo da plateia e indo em direção ao palco.

Eles estão no que parece ser uma cerimônia religiosa que celebra as pessoas que se identificam com outros gêneros e descritivos sexuais. A mulher que está conduzindo a cerimonia pergunta se tem alguém lá que queira revelar publicamente a sua identidade como gay, lésbica, bissexual e afins.

No mesmo instante a mãe se levanta com o menino e o leva ao palco, ele aparentemente está nervoso, e diz no microfone que está com vergonha, “Você é um pouco tímido?”, perguntou a mãe, “Você quer contar a todo mundo se você é um menino ou menina?”, continuou.

Em resposta Phoenix disse: “só quero dizer a eles que sou uma menina”, a mãe replicou “ok, você pode dizer isso a eles”, a criança toma o microfone, mas não consegue falar, só diz que não vai dizer. A mãe então toma a palavra e diz: “Phoenix quer que vocês saibam que ela é uma garota, e ela prefere que a pronunciem como ‘ela’ e ‘dela’”. 

Em seguida a criança recebeu uma flor rosa e todos ali reunidos para a cerimonia disseram juntos: Que você esteja bem, seguro e inteiro. Nós os honramos exatamente como você é”.

Em um relatório da Time, Phoenix tinha 4 anos quando a HBO começou a filmar a série de documentários, primeiro ele se identificou como “menino-menina”, depois escolheu se identificar como mulher, e aos 7 anos de idade voltou a sua identidade biológica como homem.

A autora do livro “Irreversible Damage: The Transfender Craze Seducing Our Daughters”, que também foi alvo de críticas de militantes LGBT disse ao apresentador conservador de rádio Bem Shapiro que o transgenerismo é a única situação médica que permite ao paciente se autodiagnosticar.

Segundo ela é um escândalo médico, apenas em relação a disforia de gênero, o médico tem que concordar com o autodiagnostico do paciente e entregar-lhes o receituário, eles também recebem um curso chamado de consentimento informado, assinam um termo de compromisso e saem de lá com um curso de testosterona, no caso das meninas, inclusive menores de idade.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending