Siga-nos!

Sociedade

“Aborto não é direito humano”, afirma papa Francisco

Pontífice pede que sociedade sempre seja a firme guardiã da vida

Avatar

em

Papa Francisco

Durante uma reunião com membros do Movimento pela Vida, o papa Francisco voltou a condenar o aborto. Neste sábado (2), ele assegurou que a prática não “pode ser um direito humano”.

“Se a vida é violada em seu surgimento, o que fica já não é a recepção grata desse dom, mas sim, um cálculo frio do que temos e do que podemos dispor”, ressaltou o pontífice. “A vida, então, é reduzida para o bem do consumo”, criticou.

“Apagar voluntariamente a vida em seu florescimento é, em qualquer caso, uma traição à nossa vocação, assim como o pacto entre as gerações. O pacto nos permite olhar para o futuro com esperança”, avalia. Ainda segundo o Papa, a sociedade “deve ser sempre zelosa e firme guardiã da vida, porque a vida é o futuro”.

Publicidade