Siga-nos!

Estudos Bíblicos

A igreja fiel

Publicado

em



A igreja fiel

Texto bíblico:

“Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida. (Ap 2:10).

Introdução:

Certa feita um aluno perguntou ao Rev. Francisco Leonardo reitor do seminário presbiteriano do Norte: “Pastor, se a igreja for mais perseguida, ela será mais fiel? Não, se ela for mais fiel, aí sim, evidentemente será mais perseguida”.

A verdadeira igreja de Deus sempre padecerá privações, provações e perseguições, devido a sua fidelidade ao Senhor, porém nenhuma ameaça será capaz de nos deter nem mesmo as portas do infernos poderão resistir ou prevalecer sobre a igreja fiel.

 

Tema: A igreja fiel

I – A convocação a fidelidade: “Sê fiel”.

A – Sobre a cidade: Sabe-se que a cidade de Esmirna era entre todas as cidades orientais a mais fiel a Roma. Cícero o antigo filosofo romano disse que Esmirna era a aliada mais antiga e fiel de Roma. No ano de 195 a. C..

 

B – Sobre a Igreja: A igreja em Esmirna recebe a convocação do próprio mestre para permanecer fiel e a historia confirma que essa foi uma das igrejas mais perseverante de todos os tempos.

 

C – Aplicação: A igreja não foi chamada para ser rica ou pobre e grande ou pequena, ela foi chamada para ser fiel, fidelidade é o que Deus espera de sua igreja.

II – O compromisso da fidelidade: “Até a morte”.

A – Sobre a cidade: Sabe-se que o nome da cidade, Esmirna, significa “mirra”, substância extraída de uma planta por esmagamento. Esta substância era usada na fabricação de perfumes e embalsamento de corpos.

B – Sobre a Igreja: A igreja de Esmirna sofreu diversos martírios e as mortes de muitos cristãos se tornaram em um cheiro “mirra” de perfume suave para Deus. Um antigo escritor conhecido por Eusébio de Cesárea em sua obra denominada “História Eclesiástica”, nos conta sobre um dos martírios mais reconhecidos e relatados de todos os tempos, o do bispo Policarpo, um discípulo do Apóstolo João

 

C – Aplicação: A verdadeira igreja de Cristo deve resistir a todas as pressões na certeza que nem mesmo as portas do inferno poderão prevalecer contra a igreja do Senhor ressurreto dentre os mortos.

III – A recompensa da fidelidade: “Dar-te-ei a coroa da vida”.

A – Sobre a cidade: Sabe-se que na cidade de Esmirna tinha um estádio onde todos os anos se celebravam jogos atléticos famosos em todo o mundo; os jogadores disputavam uma coroa de louros. Para os crentes dessa cidade, Jesus prometeu a coroa da vida.

B – Sobre a igreja: A nossa recompensa vem diretamente das mãos do nosso mestre e trata-se de uma coroa incorruptível que não se se deterioram com o tempo, nem muito menos pode ser roubada por ladrões, a coroa que Cristo nos oferece é de vida, honra e gloria.

C – Aplicação: Existe recompensa para o nosso labor e labuta dessa terra, mas não devemos esquecer que nossa coroa está nos céus. Enquanto o mundo concedeu a Cristo uma coroa de morte, dor, vergonha e espinho, ele nos concederá sua coroa de vida, gozo, honra e gloria. Isso é a sua igreja fiel.

 

Conclusão: Deus está à procura da igreja fiel e não meramente da igreja mais avivada ou mais conservadora, não importa se a igreja é pentecostal “fervorosa” ou tradicional “doutrinaria”, o que importa é que seja fiel ao Senhor. Pois essa é a igreja que o Senhor realmente procura.

“Os meus olhos estarão sobre os fiéis da terra, para que se assentem comigo; o que anda num caminho reto, esse me servirá”. (Salmos 101:6)



Publicidade
Publicidade