Siga-nos!

Internacional

“A esquerda e os socialistas deixaram muito claro que estão contra a Igreja”, afirma Franklin Graham

Líder religioso se colocou contrário à agenda progressista.

em

Franklin Graham. (Foto: Reprodução / CBN News)

Não é apenas no Brasil que as igrejas estão se juntando contra a esquerda política, nos Estados Unidos o pastor Franklin Graham fez questão de mostrar que a ideologia é inimiga do cristianismo.

“Acho que a esquerda, os socialistas deixaram muito claro que se opõem à igreja”, disse Graham à CBN News.

“A menos que nos curvemos e aceitemos a agenda deles relacionada à agenda LGBTQ, não aceitarão nosso status de isenção de impostos”, declarou.

Graham diz que não se trata de ser contra um grupo de pessoas, mas que se trata de compartilhar a verdadeira liberdade e esperança que surgem de seguir os caminhos de Deus que são esclarecidos na Bíblia.

“Eu não sou anti-gay, não vou falar contra gays, lutar contra gays ou qualquer coisa assim, mas certamente não quero que eles forcem sua agenda em mim”, completou.

O evangelista revelou que não pode aceitar a prática homossexual e que se importa com o grupo o suficiente para alertá-los de que é necessário se arrepender do pecado.

“Deus julgará o pecado, se nós somos mentirosos ou ladrões, todos somos pecadores e temos que nos arrepender e deixar de pecar”.

“Então, eu quero que os gays e lésbicas saibam que, se se arrependerem e se livrarem desses pecados, Deus os perdoará e curará seus corações. Mas não vou aceitar isso e dizer que o que eles estão fazendo está bem. Não está bem. Não está bem com Deus e eles estarão diante dele um dia”, disse ele.

O que preocupa Graham não é apenas a agenda socialista à esquerda. Ele também está muito preocupado com a forma como a mensagem irá corromper os cristãos.

“Muitos cristãos, infelizmente, vão se curvar e ceder, e muitos já o fizeram, e eu simplesmente não vou fazer isso”, completou.

Publicidade